Bayern e Liverpool – Semifinal da Copa dos Campeões 1980/81

Share:

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter

O Bayern da Champions de 1981 podia não ser o mesmo Bayern que havia conquistado por três vezes seguidas a Orelhuda, mas havia atropelado o Ajax no campeonato. O time contava com algumas estrelas.

Na escalação estavam nomes de peso como Paul Breitner e Karl-Heinz Rummenige – considerado então o melhor do mundo – estavam presentes, e bons jogadores como  Dieter Hoeness e Klaus Augenthaler abrilhantavam o time.

Do outro lado, o Liverpool vinha mostrando serviço. Antes de enfrentar os alemães, havia eliminado da Champions o temido Aberdeen. O time de Bob Paisley tinha Dalglish, Grame Souness, Ian Rush, Alan Hansen e um elenco entrosado

Equilíbrio entre os times e o resultado final

No jogo de ida, Ray Clemence e Walter Junghans foram as estrelas. Os dois goleiros mantiveram o duelo em zero a zero. A partida foi apertada e bola não conseguiu balançar a rede de nenhum time.

A verdade é que os times estavam bem equilibrados, apesar do que se noticiava.  O Liverpool era apontado como o time menos técnico pela imprensa. Se afirmava que os ingleses ficariam de fora abertamente, o que levou Breitner, então capitão do Bayern, a provocar os rivais nos jornais.

Os ânimos esquentaram até o dia do jogo. Um empate favorecia o Liverpool, mas o time ia buscando a vitória. Já para o Bayern, a vitória era essencial. Mas, como eram os favoritos, não se esperava menos que isso.

O equilíbrio entre os dois times era patente. O primeiro tempo acabou em sofrido zero a zero. Não estava fácil para os Reds. Dalglish se lesionou, coube a Howard Gayle substituir. O jogo deu mostrar do que viria pela frente: faltas duras e provocações.  Especialmente contra Gayle, o primeiro negro a jogar no clube. Eram tempos complicados.

Howard Gayle era muito rápido, e causava problemas para a defesa do Bayern. As provocações se intensificaram, o cara saiu do sério e terminou sendo substituído.

Ray Kennedy entra no segundo tempo e decide para os Reds

O Bayern caiu em cima no segundo tempo. O Liverpool segurou bem, mas a bola também não queria entrar. Com muito custo, a rede balançou faltando 7 minutos para acabar o jogo. Ray Kennedy assentou no peito e meteu a pancada. Um a zero para o time inglês.

Já não tinha muito jeito, mas o Bayern ainda tentou correr atrás. Poucos minutos depois, Rummenige mandou a bola para dentro do gol de Ray Clemence, empatando. Não deu tempo de marcar mais um e assim o Liverpool ganhava sua passagem para Paris.

O resto é história. Num jogaço digno de ser chamado assim, o Liverpool foi o campeão da Champions League pela terceira vez. O Real Madrid não a levaria daquela vez.

Bayern e Liverpool – Semifinal da Copa dos Campeões 1980/81

Liverpool começava a dominar a Europa novamente

Campeões Motivados

A conquista do Liverpool em 1981 é comentada por especialistas como o resultado da motivação dos times na conquista do campeonato. Richard Money, que viveu de perto toda essa excitação contou suas experiências para o jornalista Nick Hilton, nessa entrevista.

Ele diz que não haviam dúvidas nos vestiários do Liverpool. Todas as pessoas que participaram da conquista não duvidavam de que aquele ano levariam a taça da Champions League para casa.

FICHA TÉCNICA
BEYERN DE MUNIQUE (ALE) 1 X 1 LIVEROOL (ING)

Local: Olímpico de Munique, Munique – Alemanha
Data: 22 de abril de 1981
Árbitro: António José da Silva Garrido (POR)
Público: 78.000 pagantes
Cartões amarelos: Klaus Augenthaler (Bayern) e Howard Gayle (Liverpool)
Gols:
BAYERN: Karl-Heinz Rummenigge (Bayern) aos 43 minutos e do 2º Tempo

LIVERPOOL: Ray Kennedy (Liverpool) aos 36 do 2º Tempo

BAYERN: Walter Junghans; Klaus Augenthaler, Udo Horsmann e Hans Weiner; Paul Breitner, Wolfgang Dremmler, Bernd Dürnberger (Norbert Janzon), Wolfgang Kraus; Karl Del’Haye, Dieter Hoeneß, Karl-Heinz Rummenigge
Técnico:  Pál Csernai

AJAX:  Ray Clemence; Alan Hansen, Richard Dinheiro, Phil Neal, Colin Irwin; Ray Kennedy, Sammy Lee, Terry McDermott e Graeme Souness; Sir Kenny Dalglish (Ray Kennedy –  Jimmy Case), David Johnson
Técnico: Bob Paisley

ASSISTA OS PRINCIPAIS LANCES DE BAYERN E LIVERPOOL

Share:

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter

PUBLICIDADE